26 setembro, 2016 |Curiosidades, Estética dental, Saúde bucal |Nenhum comentário
Enviar por e-mail

As crianças também realizam tratamento de canal?

Muita gente não sabe, mas os tratamentos de canal não são realizados apenas em adultos. As crianças também podem ser submetidas a esse procedimento, inclusive quando ainda possuem os chamados dentes de leite. Então, surge a pergunta: se esses dentinhos irão logo cair, por que existe a necessidade de tratá-los?

Vamos à resposta? O tratamento de canal (ou endodôntico) deve ser feito quando o nervo de um dente é abalado. O processo consiste na retirada da terminação nervosa, limpeza, irrigação do canal e, posteriormente, na obturação desse espaço, com o intuito de preservar sua função e estética.

Como explica a odontopediatra Helenice Biancalana, a troca dos dentes de leite de uma criança ocorre entre os seis e doze anos de idade. Para evitar problemas futuros, esses dentes não devem ser extraídos com suas polpas afetadas. De acordo com Helenice, que também é diretora do Departamento de Prevenção e Promoção da Saúde da APCD (Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas), “manter o dente de leite da melhor forma possível é uma garantia de que o espaço, a função e a estética serão preservados”.

Helenice ressalta que é importante os pais atentarem-se para alguns sinais: mudanças na coloração dos dentes, dores fortes, sensibilidade acentuada e gengivas avermelhadas são sintomas que podem indicar a necessidade de tratamento, muitas vezes urgente. Negligenciar esses fatores, assim como a complicação dentária que deu origem a eles, pode ter como consequências a dificuldade na mastigação, a alteração da fala e o comprometimento da higiene diária, sem falar dos impactos na autoestima da criança.

Não se esqueça, também, de exigir um tratamento de canal feito com qualidade. Quando ele não é bem realizado, quem corre risco é a saúde de todo o organismo. Entre os possíveis desdobramentos estão a inflamação da membrana que reveste o pulmão e, até mesmo, a infecção da membrana interna que reveste o coração (endocardite).

Então, já sabe, né? A necessidade de tratamento de canal não pode ser ignorada, nem em crianças, nem em adultos. Cuidar da saúde bucal é cuidar do bem-estar do corpo todo, da qualidade de vida e do sorriso: não podemos nunca nos esquecer de deixá-lo cada vez mais saudável e bonito.

Enviar por e-mail



Tags: , , ,

Comentários

APOIO: