30 janeiro, 2015 |Estética dental, Notícias |1 comentário
Enviar por e-mail

Os malefícios do clareamento dental caseiro

Na internet – em blogs, vídeos e imagens nas redes sociais –, são divulgadas informações sobre clareamentos dentais caseiros com uso de limão, bicarbonato de sódio, água oxigenada, entre outros. Mas será que eles realmente têm fundamento e funcionam?

A cirurgiã-dentista Fabiana Mantovani Gomes França, CROSP 66151, doutora em Dentística e Estética e professora na Faculdade São Leopoldo Mandic (Campinas-SP), esclarece cada uma das “técnicas” ensinadas na web.

  • Passar suco de limão nos dentes

O limão pode até remover as manchas externas dos dentes, mas tem efeito erosivo no esmalte dental por ser ácido (com baixo pH). Portanto, é contraindicado como técnica caseira de clareamento.

  • Esfregar suco de limão misturado com 1 colher (café) de bicarbonato de sódio

O efeito também é erosivo, por conter limão, e abrasivo, devido ao bicarbonato de sódio. Esses produtos removem manchas externas dos dentes, porém podem causar danos à estrutura dental pelo excesso de erosão e abrasão.

  • Misturar bicarbonato de sódio com pasta de dente

O bicarbonato de sódio aumenta a abrasividade da pasta, o que causa o desgaste do esmalte do dente. Também não há clareamento da estrutura dental nesse caso.

  • Bochecho por 1 minuto com água misturada a uma colher (sobremesa) de água oxigenada (peróxido de hidrogênio)

O peróxido de hidrogênio é um dos princípios ativos dos géis clareadores; no entanto, a concentração da água oxigenada é diferente da usada no clareamento dental. Ou seja, não há clareamento efetivo nesta técnica. Além disso, o bochecho tem ação em outros tecidos bucais, como a gengiva, bochecha, língua e céu da boca – não sendo recomendado o uso de água oxigenada sem a correta indicação.

  • Esfregar os dentes com um pedaço de carvão vegetal e, depois, escová-los normalmente, ou usar carvão ativado em cima da pasta de dente

Não há comprovação científica que corrobore essas técnicas. Supõe-se que o carvão vegetal aumente a abrasividade da escovação, podendo remover manchas externas dos dentes, porém, sem ação clareadora da estrutura dental.

  • Esfregar casca de banana, laranja ou morangos amassados nos dentes

Nenhuma dessas três frutas irá clarear os dentes de modo saudável. Também são ácidos e, por isso, aumentam a abrasividade e há consequente desgaste. O uso de nenhuma delas tem comprovação científica, embora possa remover manchas superficiais.

Atente-se!

O que se pode concluir é: cuidado com qualquer método caseiro de clareamento dental, pois os problemas podem ser irreversíveis. Apesar de em curto prazo poder causar alguma diferença na tonalidade dos dentes, é prejudicial em médio e longo prazo à estrutura deles. E o barato, assim, acaba ficando caro com os tratamentos para tentar recuperar a saúde bucal.

“As técnicas caseiras ou mesmo os produtos vendidos em farmácia diretamente ao consumidor, como as tiras clareadoras, devem ser utilizados com cautela e sob a supervisão do cirurgião-dentista”, finaliza Fabiana.

Enviar por e-mail



Tags: , ,

Comentários

APOIO: