21 novembro, 2014 |Notícias, Saúde bucal |Nenhum comentário
Enviar por e-mail

Refrigerantes são vilões aos dentes?

É difícil encontrar quem não goste de refrigerantes e não os beba com frequência. Porém, o que agrada o paladar nem sempre é o que faz bem à saúde e aos dentes. A professora Luciana Butini Oliveira, CROSP 62279, especialista em Odontopediatria na Faculdade São Leopoldo Mandic, confirma que o refrigerante, em excesso, é um vilão à saúde bucal.

“O consumo exagerado pode representar um importante fator de risco para o desenvolvimento da cárie e da erosão dentária, um desgaste químico da estrutura dos dentes, que ficam sensíveis com a ingestão de alimentos frios e quentes”, observa a especialista.

Isso se explica pelo fato de os refrigerantes conterem pH baixo, ácidos e açúcar, o que ocasiona perda de mineral do esmalte dentário. “É importante lembrar que todos os tipos de refrigerantes – light, diet ou zero açúcar – são prejudiciais à saúde em geral e devem ser consumidos com moderação. Mesmo quando não contêm açúcar em excesso, ainda estão presentes na composição corantes, conservantes e adoçantes artificiais, que são muito danosos”, ressalta Luciana.

Os problemas de saúde bucal afetam pessoas de todas as idades, inclusive crianças, pois atualmente elas têm contato precoce com os refrigerantes. A última Pesquisa de Prevalência de Aleitamento Materno, realizada nas capitais brasileiras e no Distrito Federal, mostra que o consumo da bebida nas 24 horas que antecederam a pesquisa foi de 4,9% entre as crianças de 6 e 9 meses e de 11,6% na faixa etária de 9 a 12 meses. “Isso reflete negativamente no tempo de aleitamento materno exclusivo, recomendado até o sexto mês de vida da criança”, alerta.

Portanto, para evitar essas consequências e não precisar recorrer a tratamentos bucais frequentemente, ou mesmo afetar a saúde das crianças, a professora indica consumir refrigerantes poucas vezes na semana e adquirir o hábito de beber sucos naturais ou néctares, chás e água. “Esse novo costume ainda desencoraja o consumo de refrigerantes pelas crianças, pois os hábitos aprendidos nessa época serão perpetuados ao longo da vida”, finaliza.

Enviar por e-mail



Tags: , ,

Comentários

APOIO: