11 março, 2014 |Notícias, Saúde bucal |Nenhum comentário
Enviar por e-mail

Saiba como prevenir o câncer bucal

O câncer de boca, nome dado aos tumores malignos que atingem os lábios e todo o interior da cavidade oral, se detectado e tratado ainda no começo, tem chances elevadas de cura, chegando a 80% dos casos, de acordo com informações do site do INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva). Por isso, saber prevenir e detectar precocemente pode fazer toda a diferença.

O Cirurgião-Dentista Rogério da Silva Jorge, CRO 54053, afirma que a doença não é tipicamente hereditária, mas sim ligada aos hábitos de vida. “Pesquisas científicas indicam a relação direta com o tabagismo, o consumo frequente de álcool e, em alguns casos, com o fato de o indivíduo ser portador do vírus HPV. Além do mais, a falta de cuidados com os dentes e idas pouco regulares ao dentista estão sendo correlacionados com a doença, segundo dados estatísticos publicados nos últimos artigos científicos”, comenta.

Nesse sentido, fazer um autoexame pode auxiliar em um diagnóstico precoce. “Com um espelho e boa iluminação, verifique se não há nenhuma anormalidade em qualquer parte da boca, tanto interna como externamente. E, caso perceba que uma ferida não cicatrizou em 15 dias, procure um profissional da saúde”, ressalta Rogério.

De acordo com o especialista, o autoexame é uma importante ferramenta para localizar algumas lesões chamadas pré-cancerizáveis, que têm potencial para se tornarem um tumor maligno. Elas necessitam de acompanhamento constante e, normalmente, aparecem como placas brancas ou avermelhadas e, em estágio inicial, são assintomáticas.

Rogério ainda faz um alerta sobre o uso de enxaguatórios. “Procure sempre os que não contêm álcool na composição, já que o componente pode causar doenças, mesmo que utilizado por meio de bochechos”, completa.

Cuidar da saúde bucal garante mais vida e muito mais sorrisos.

Enviar por e-mail

Comentários

APOIO: