14 abril, 2016 |Comportamento, Saúde bucal |Nenhum comentário
Enviar por e-mail

Saiba o que fazer se quebrar um dente

Por mais que se tente evitar, sofrer alguma queda, tropeço ou colisão é comum na vida de todos. Nesses momentos, um dos grandes receios das pessoas é quebrar um dente, preocupação que não é em vão.

Segundo a cirurgiã-dentista Fabiana Mantovani Gomes França, professora de graduação e pós-graduação na área de Dentística Estética da Faculdade de Odontologia São Leopoldo Mandic, as quedas são a principal causa para fratura dental, correspondendo a até 64,2% dos casos.

Ela explica que acidentes em geral podem atingir não somente os dentes, mas também as gengivas, os tecidos moles da boca, lábios e bochechas, assim como o osso da mandíbula. Por isso, ela alerta: “Em casos de fraturas, deve-se procurar um cirurgião-dentista imediatamente, pois é quem saberá encaminhar para os tratamentos necessários que minimizem as consequências desses traumas”.

O alívio é que saber que, em algumas situações, é possível colar de volta o dente quebrado, procedimento chamado “colagem de fragmento”. “Se for possível localizar o pedaço rompido, principalmente se for de um dente ‘da frente’, armazene em um meio úmido, de preferência mergulhado em água, e leve-o consigo à consulta ao dentista imediatamente”, orienta Fabiana.

Caso os dentes tenham sido apenas trincados, a professora afirma que o tratamento varia de acordo com o tamanho e intensidade da rachadura, sendo mais provável a restauração para trincas mais extensas e, para as superficiais, o acompanhamento periódico de um cirurgião-dentista, para avaliar se há evolução da lesão.

Apesar de ser difícil evitar totalmente as colisões no dia a dia, há alternativas de proteção para a prática de esportes, que é outra causa recorrente de fraturas. “É possível usar um protetor na boca, como aqueles de lutas de boxe. Trata-se de uma placa de acrílico desenvolvida sob a orientação de um cirurgião-dentista e confeccionada especialmente para o paciente”, comenta a profissional.

E se um dente quebra sozinho?

Apesar haver essa impressão, isso não acontece, segundo Fabiana. “Muitas vezes, o dente pode estar cariado, mesmo que o paciente não tenha sentido dor e, devido à presença dessa cárie, há rompimento.”

Outras situações comuns são as restaurações dos dentes se soltarem, o que exige que sejam substituídas, ou a estrutura do dente que recebeu a restauração − chamada de “remanescente dental” − ficar fragilizada e quebrar devido ao esforço repetitivo da mastigação. “Para evitar o problema, é recomendado o acompanhamento semestral das restaurações por um cirurgião-dentista”, orienta.

Em casos mais raros, fraturas nos dentes podem estar ligadas a problemas como a fluorose mais severa ou a amelogênese imperfeita, transtornos que atingem a composição e a formação dos tecidos dentais.

Enviar por e-mail



Tags: , , , ,

Comentários

APOIO: