13 janeiro, 2017 |Comportamento, Estética dental |Nenhum comentário
Enviar por e-mail

Sorriso impecável: correção da gengiva pode ser necessária

O brasileiro é um povo que sorri bastante e que, também por esse motivo, vem investindo cada vez mais no sorriso. A Odontologia Estética está em alta e traz inúmeras novidades para que se possa ter dentes claros, alinhados e num formato ideal para cada pessoa. Mas o que nem todo mundo sabe é que é possível corrigir a gengiva – tecido mole que circunda os dentes, mas que também os protege ao prover sustentação.

De acordo com Luís Fernando Bellasalma, professor de Periodontia da APCD – Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas, as gengivas podem interferir na beleza de um sorriso. “Quando olhamos diretamente para um rosto, quanto mais simétricos forem os lados direito e esquerdo da face, mais harmônica será a fisionomia. O mesmo acontece com nossas gengivas. A cor deve combinar com a cor da pele e a simetria entre os lados direito e esquerdo do sorriso constitui um item muito importante, assim como a altura que o lábio superior alcança num sorriso espontâneo e o quanto de gengivas são mostradas nessa situação”.

Na opinião do especialista, uma gengiva bonita acrescenta ‘algo a mais’ a um sorriso, devendo estar bem posicionada com relação à coroa dentária. “É importante que a gengiva deixe aparente todo o esmalte dentário sem mostrar porções de raízes. Ao cuidar de um sorriso, garantimos que não haja pontos de inflamação ou sangramento, que as papilas (porção de gengiva que preenche o espaço entre os dentes) estejam bem preservadas, que a cor da gengiva seja adequada à cútis do indivíduo e que ela apareça moderadamente. Quando a gengiva se mostra em excesso num sorriso, temos o que chamamos de ‘sorriso gengival’”.

Bellasalma diz que, quando está fora dos padrões, a gengiva pode afetar também a fala, a respiração e a mastigação de uma pessoa. “Já enfrentei um caso em que o paciente, por questões genéticas, tinha tantos nódulos na gengiva, que restava pouco espaço para a língua, interferindo enormemente na fala, na respiração, no posicionamento dentário e na higiene dos dentes. Esse tipo de caso é bastante raro, mas ilustra bem a importância de se ter uma gengiva saudável e harmônica”.

A cirurgia plástica da gengiva, ou gengivoplastia, permite mudar desde a cor dos tecidos gengivais até a posição dos lábios através de procedimentos realizados no consultório. A quantidade de técnicas é muito grande e depende da necessidade ou da vontade do paciente. Em casos extremos, pode ser necessário remover tecido ósseo para se reposicionar a gengiva de forma adequada. “As cirurgias plásticas gengivais são utilizadas para mudar a cor de gengivas muito escuras, aumentar a faixa de tecido gengival, cobrir raízes dentárias expostas, diminuir a discrepância que acontece no sorriso gengival etc. As aplicações são várias, podendo ser restritas a um único dente ou abranger todo o sorriso”, conclui o professor da APCD.

Fonte: Prof. Dr. Luís Fernando Ferrari Bellasalma, professor de periodontia da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD)

Enviar por e-mail



Tags: , , ,

Comentários

APOIO: